Aprenda a tratar e prevenir dores nas articulações

A dor articular, ou dor nas articulações, causa sensação de desconforto em uma ou mais articulações do corpo humano, podendo ser grave a ponto de limitar os movimentos ou impossibilitar tarefas simples do dia a dia. Além da dor em si, alguns pacientes descrevem queimação e rigidez.
Como ocorre a dor articular?
As articulações são estruturas complexas, que se movimentam constantemente. Esse frequente uso das estruturas acaba sendo fator para o surgimento de diversos problemas.
As dores articulares podem ter diversas causas, como doenças ou lesões. Uma das principais desencadeadoras é a artrite reumatoide, uma doença autoimune e que ocasiona rigidez, dores e inflamação nas articulações.
Além da artrite reumatoide, outras diversas causas estão por trás das dores:
  • osteoartrite
  • bursite
  • gota
  • febre reumática
  • lúpus
  • hepatites
  • doenças infecciosas
  • caxumba
  • gripe
  • lesões
  • fraturas
  • rubéola
  • tendinite
  • uso excessivo das articulações ou dos tendões
  • osteomielite
  • catapora
Como diagnosticar a dor articular corretamente?
O diagnóstico adequado é obtido por meio de exames e da análise de história clínica do paciente. Os médicos mais indicados para uma correta investigação das causas são o clínico geral, o ortopedista, o reumatologista, o imunologista e o traumatologista.
Leve à consulta uma lista dos sintomas, e seja claro e franco em relação ao seu histórico clínico. Caso sinta dores persistentes nas articulações ou uma dor forte repentina sem motivo aparente, é importante buscar ajuda médica.
Tratamento das dores articulares
O tratamento vai depender da causa da dor, que pode ser uma doença ou outros fatores. Em geral, os cuidados são recomendados para a melhora da qualidade de vida do paciente e do controle dos sintomas.
Entre as principais recomendações, estão:
  • aplicar calor ou gelo
  • controlar o peso corporal
  • utilizar palmilhas, que ajudam a diminuir os pontos de pressão e reduzir a dor
  • praticar exercícios físicos
  • praticar musculação
  • alimentar-se de forma saudável
  • ingerir alimentos ricos em cálcio e vitamina D
  • abandonar o cigarro
  • alongar-se frequentemente
  • reduzir o consumo de bebidas alcoólicas
  • diminuir o uso de salto alto
Sempre siga as recomendações médicas e não se automedique.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading...
%d blogueiros gostam disto: