Consulta pública para a incorporação do Secuquinumabe para pacientes com artrite psoriásica [Participe]

A CONITEC abriu no dia 11 de setembro de 2017 a consulta pública nº 44/2017 que tem por objetivo incorporar e fornecer no SUS o Secuquinumabe (Cosentyx™) administrado em canetas preenchidas com solução injetável para aplicação subcutânea. A CONITEC informou que recomenda preliminarmente a incorporação no SUS do secuquinumabe 150mg para AP moderada a grave com falha terapêutica inicial a AINE e/ou MMCD sintético e do secuquinumabe 300mg para pacientes com artrite psoriásica com falha terapêutica inicial a anti-TNF ou para pacientes com psoríase e artrite psoriásica concomitante.
A CONITEC analisou sete estudos que compararam secuquinumabe com placebo (substância sem propriedade medicamentosa) e com os demais biológicos disponíveis no SUS. Alguns estudos sugeriram efeito semelhante entre secuquinumabe e os medicamentos anti-TNF disponíveis no SUS, porém esses estudos eram de baixa qualidade
metodológica. Dados de dois estudos (ensaios clínicos) demonstraram que secuquinumabe 150 mg é eficaz em 24 semanas de tratamento, comparado a placebo. Para pacientes com falha ao anti-TNF, apenas sequinumabe 300 mg foi mais eficaz que placebo.
Para pacientes que possuíam psoríase e artrite psoriásica ao mesmo tempo, o secuquinumabe
300 mg se mostrou mais benéfico que placebo e que etanercepte. Com relação aos resultados de segurança, ou seja, relacionados a taxas de efeitos indesejáveis, efeitos indesejáveis sérios e interrupção do tratamento devido a efeitos indesejáveis, os grupos de pacientes que receberam secuquinumabe e placebo, até 16 semanas de acompanhamento, apresentaram taxas semelhantes, porém a ocorrência de infecções foi maior entre pacientes que receberam secuquinumabe.
Em relação à análise dos custos, o secuquinumabe 150 mg é mais barato que as outras alternativas disponíveis no SUS. No entanto, isso não ocorre quando a dose de 300 mg é necessária, em casos de falha a um anti-TNF e na presença de psoríase moderada a grave.
Convidamos toda a população, pacientes com artrite psoriásica e demais patologias para contribuir com sua sugestão, pacientes que convivem com a doença necessitam do seu apoio para que essa tecnologia seja fornecida no SUS.  Médicos e profissionais da equipe multidisciplinar podem e devem participar!
Não perca tempo! O prazo para contribuir é até o dia 02 de outubro de 2017. Se você tem dificuldades para preencher a consulta pública, disponibilizamos abaixo um passo a passo:

 

 

 

 

Quem pode contribuir?
Pacientes, amigos e familiares, profissionais da saúde, associações de pacientes e toda sociedade civil.
Experiência ou opinião: “evidência do paciente” – “como paciente, familiar ou sociedade civil”, contando a sua  Experiência ou opinião, nesse tipo de contribuição você pode compartilhar sua experiência com o uso do Secuquinumabe (Cosentyx™) e convivência com a doença. Caso não seja usuário do Secuquinumabe (Cosentyx™), ainda assim você pode contribuir, falando sobre a sua experiência de vida com a doença e as razões que te fazem acreditar na importância do Secuquinumabe (Cosentyx™). Para participar preencha o formulário “experiência ou opinião”, disponível no link: https://goo.gl/65oedr
Contribuição técnica-científicaevidência científica – Contribuindo com análise médica da consulta pública, enviando documentos e artigos científicos que provem a eficácia, segurança e custo-efetividade do Secuquinumabe (Cosentyx™) com base em evidências científicas, este tipo de contribuição é voltada para associação de pacientes através do conselho cientifico, médicos e profissionais da saúde. Para participar preencha o relatório técnico, disponível no link: https://goo.gl/ECkbeF
A CONITEC recomendou inicialmente a inclusão no SUS do Secuquinumabe (Cosentyx™) como opção de tratamento da artrite psoriásica em pacientes que não respondam aos MMCD sintéticos e biológicos da classe anti-TNF, com base no custo e efetividade do tratamento. Vamos Fortalecer a necessidade da contribuição dos médicos, pacientes e associações de pacientes.  Participe, envie sua contribuição. 

 

 
 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading...
%d blogueiros gostam disto: