O que é o exame FAN e o que ele diagnostica

No caso de suspeita de doenças auto-imunes, os médicos podem solicitar que o paciente realize o exame FAN (fator anti-núcleo). É um exame indicado principalmente para Lúpus Eritematoso Sistêmico, mas também pode indicar positivo para outras doenças.

É um exame de sangue simples, mas apenas o médico pode avaliar os resultados, pois pode indicar positivo em cerca de 14% de pessoas saudáveis que não desenvolverão lúpus ou outras doenças relacionadas.

O objetivo do exame é detectar a presença no sangue de auto-anticorpos, ou seja, anticorpos que são produzidos pelo próprio organismo e que atuam atacando os tecidos. É um modo de defesa característico de doenças auto-imunes.

Doenças diagnosticadas no exame FAN

Apesar de lúpus ser a principal doença relacionada ao exame FAN, ele também pode ser utilizado para diagnosticar artrite idiopática juvenil, hepatite autoimune, esclerodermia, dermatomisiote, síndrome de Sjögren, entre outras doenças do grupo de doenças auto-imunes. O ideal é que o paciente procure um médico reumatologista de confiança e não tire conclusões precipitadas através do resultado obtido.

 Como o exame é feito

É um exame relativamente simples, onde o sangue do paciente é coletado e enviado para o laboratório, que realizará a mistura de sangue com um grupo de células ricas em DNA e outros materiais celulares com o objetivo de procurar anticorpos que atuam contra estruturas presentes no núcleo da célula, ou seja, exemplificando o que ocorre no corpo de um paciente de doença auto-imune, onde o sistema imunológico ataca o próprio corpo.

Através de um corante fluorescente é possível identificar a presença dos anticorpos, que se tornarão fluorescentes também. Se não houver a presença dos anticorpos, nenhuma parte da célula ficará fluorescente, resultando em um FAN-não reativo, ou seja, em um exame negativo.

Entendendo o resultado do FAN

Apenas o reumatologista possui condição de interpretar o resultado do exame, pois são levados em consideração os sintomas do paciente e outros exames realizados.  De modo geral, quando o FAN é não reagente, ou negativo, apresenta os valores 1/40, 1/80 ou 1/60. No caso de valores acima de 1/320, pode haver a possibilidade de uma doença auto-imune, mas o exame por si só não é suficiente para o diagnóstico, por isso a importância do médico.

O reumatologista ao analisar o resultado do exame FAN levará em consideração o padrão do exame, pois a célula pode ficar brilhante de uma forma diferente no caso de pessoas saudáveis e também o título do exame, pois quando o resultado é positivo o laboratório costuma repetir o teste com o sangue diluído, até que o resultado seja não reativo. Se mesmo em uma diluição do sangue muito alta ainda o resultado positivo ainda estiver presente, a possibilidade de estar relacionado a alguma doença poderá ser maior.

É importante que o paciente não procure uma conclusão ao analisar o resultado em casa, pois o médico irá analisar todos os fatores e entregar um diagnóstico mais preciso e seguro.

Fonte: http://marcusreumatologista.com.br/o-que-e-o-exame-fan/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading...
%d blogueiros gostam disto: