Reumatismo de partes moles

Sempre fica a ideia de que o reumatismo agride as articulações e ossos, que são estruturas duras e rígidas, mas o reumatismo também ataca os músculos. O sistema músculo-esquelético é o responsável pela estabilidade estática (manter o corpo de pé e parado) e a estabilidade dinâmica (manter equilibrado enquanto realiza movimentos) das extremidades e do tronco. A eficiência de sua função depende da integridade de seus componentes e deve resultar em movimentos livres e indolores.
Assim, utiliza-se o termo “Reumatismos de partes moles” ou “Reumatismo extra articulares”, para definir o estado doloroso agudo ou crônico das estruturas periarticulares, quais sejam: músculos, ligamentos, bursas, fáscias, aponeurosas e tendões.
As entidades que se reúnem sob o rótulo de reumatismo de partes moles apresentam como denominador comum dor a rigidez músculo-esquelética, dificuldade de realizar os movimentos nas regiões afetadas. Constituem as principais causas da falta no trabalho, causando pesado ônus às empresas e à sociedade.
O número de pacientes portadores de “reumatismo de partes moles” é muito grande e de proporções crescentes. Sob essa denominação, um tanto quanto arbitrária e talvez até controvertida, agrupam-se enfermos com os mais diversos diagnósticos e que necessitam igualmente de diferentes abordagens terapêuticas. Todavia, a aplicação meticulosa de dados da história clínica associada ao exame físico cuidadoso e detalhado, na maioria das vezes leva a um diagnóstico imediato e a provável etiologia sem a necessidade de exames invasivos e dispendiosos. Pode-se dividir esse conjunto de reumatismos em três categorias: localizado, regional e generalizado.
Reumatismo partes moles localizado
Nessa categoria incluímos as bursites, tendinites e tenossinovites e as enteso patias.
Reumatismos de partes moles regionais
Os “reumatismos regionais” são queixas clínicas de dores referidas e irradiadas que envolvem o comprometimento de raízes e terminações nervosas da coluna vertebral. Geralmente, estão associados à vícios posturais ou à alterações anatômicas. Incluí-se nessa categoria, os quadros mio fasciais e as neuropatias por compressão.
Reumatismos de partes moles generalizado
Nessa categoria incluímos as dores generalizadas e difusas como as encontradas na fibromialgia, na polimialgia reumática, algumas endocrinopatias, nas enteso patias inflamatórias primárias e metabólicas.

 

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading...
%d blogueiros gostam disto: